#DifraçõesHistóricas

Uma escrita da História no tempo das contingências

Publicações

Livros e Coletâneas

LUNDBERG, A.; VITAL, A.V.; DAS, S. (Orgs.). Tropical Imaginaries and Climate Crisis. Special Issue to eTropic: Eletronic Journal of Studies in the Tropics, v. 20, n. 2, 2021.

SONKAJARVI, H; VITAL, A. V. (Orgs.). A água no Brasil: conflitos, atores, práticas. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2019. 278p.

Artigos em periódicos

LUNDBERG, A.; VITAL, A.V.; DAS, S. Tropical Imaginaries and Climate Crisis: Embracing Relational Climate Discourses. eTropic: Eletronic Journal of Studies in the Tropics. v. 20, n. 2, p. 1-32, 2021.

CABRAL, D.C.; VITAL, A. V. Multispecies Emergent Textualities: Writing and Reading in Ecologies of Selves. ISLE: Interdisciplinary Studies in Literature and Environment, isab024, 2021.

VITAL, A. V. Covid-19 e Azul: História Ambiental em mundos de dissolução. HALAC – Historia Ambiental, Latinoamericana y Caribeña. v. 10, Edición Suplementaria 1, p. 17-27, 2020.

VITAL, A. V.; TEJERINA-GARRO, F. L. Fomento à pesca e riscos de extinção: uma análise a partir do registro fotográfico do pirarucu (Arapaima gigas) do rio Araguaia em meados do século XX. Revista Antíteses. v. 12, n. 24, p. 363-390, 2019.

VITAL, A. V. Water, gender, and modern science in the Steven Universe animation. Feminist Media Studies. v. xx, n. xx, p. 1-16, set. 2019.

VITAL, A. V. O “Alasca brasileiro”: debates sobre a autonomia do Acre na imprensa e no Congresso Nacional em 1909. Esboços: Histórias em Contextos Globais. v. 26, n. 42, p. 404-422, jul. 2019.

VITAL, A. V. O poder contingente do rio Iaco no Território Federal do Acre (1904-1920). Revista Brasileira de História. v. 39, n. 81, p. 1-22, jul. 2019.

VITAL, A. V.; BARRETO, C. G. Navegando pelos mares da controvérsia política: a Inspetoria da Pesca e os primeiros estudos sobre o plâncton no Brasil (1913-1915). Desenvolvimento e Meio Ambiente. v. 49, p. 318-335, dez. 2018.

VITAL, A. V. As “florestas sagradas” do impasse: a Reserva Florestal do Território Federal do Acre (1911). HALAC – Historia Ambiental, Latinoamericana y Caribeña. v. 8, n. 1, p. 42-66, jan.-jun. 2018.

VITAL, A. V. Lapis Lazuli. Politics and aqueous contingency in the animation Steven Universe. Series – International Journal of TV Serial Narratives. v. 4, n. 1, p. 51-62, spring 2018.

CAMPOS, F. I.; CAMPOS, D. M. B.; VITAL, A. V.; PAIXÃO, T. F. P. Meio ambiente, desenvolvimento e expansão de doenças transmitidas por vetores. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science. v. 7, n. 2, p. 49-63, mai. – ago. 2018.

VITAL, A. V.; TEJERINA-GARRO, F. L. O incentivo à pesca comercial de Arapaima gigas (pirarucu) do rio Araguaia (Brasil central) na revista “A Informação Goyana” (1917-1935). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi – Ciências Humanas. v. 13, n. 1, p. 159-174, jan.-abr. 2018.

VITAL, A. V. Carlos Chagas na “guerra dos rios”: a passagem da comissão do Instituto Oswaldo Cruz pelo rio Iaco (Alto Purus, território federal do Acre, 1913). História, Ciências, Saúde – Manguinhos. v. 25, n. 1, p. 51-78, jan.-mar. 2018.

VITAL, A. V.; TAVARES, G. G.; DUTRA E SILVA, S.; CAMPOS, F. I. As sedutoras águas do Oeste: as corredeiras e as quedas d’água na luta pela transferência da capital federal para o Brasil central. Hib: Revista de História Iberoamericana. v. 10, n. 2, p. 122-144, jul.-dez, 2017.

LOPES, M. H.; BARRETO, C. G.; VITAL, A. V. O Papel do Ambiente Natural no Pensamento Social Brasileiro: contribuições a partir de Gilberto Freire, Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Júnior. História Revista. v. 22, n. 2, p. 45-63, mai.-ago. 2017.

VITAL, A. V. A força dos varadouros na Amazônia: o caso da Comissão de Obras Federais do Território do Acre e as estradas de rodagem (1907-1910). Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science. v. 6, n. 1, p. 22-44, jan. – abr. 2017.

VITAL, A. V. Saúde pública e crise da borracha no Alto Madeira: A Liga Pró-Saneamento do Rio Madeira e seus Afluentes (1919-1920). Revista Estudos Amazônicos, v. XI, n. 2, p. 208-232, 2015.

VITAL, A. V. ; HOCHMAN, G. Da malária e da ‘corrupção’: medicina e saberes locais no noroeste do Brasil (Comissão Rondon, 1907-1915). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 8, n.1, p. 77-94, 2013.

VITAL, A. V. Visões do Alto Madeira: Comissão Rondon, malária e política em Santo Antônio do Madeira (1910-1915). Revista Brasileira de História da Ciência, v. 5, n. 1, p. 77-90, 2012.

VITAL, A. V. Comissão Rondon, doenças e política: “Região do Madeira: Santo Antônio”, de Joaquim Augusto Tanajura – uma outra visão do Alto Madeira em 1911. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 18, n. 2, p. 545-557, 2011.

VITAL, A. V. O problema da enfermidade no novo mundo: uma análise crítica do imperialismo ecológico de A. Crosby. Revista de História (Salvador), v. 3, n. 1, p. 18-27, 2011.

VITAL, A. V. Medicina tropical, tratamento e profilaxia contra a malária: controvérsias científicas no início do século XX. Cadernos de história (UFOP. Mariana), v. 10, n. 2, p. 163-168, 2010.

Artigos em livros

VITAL, A. V.; SONKAJARVI, H. Os altos rios Purus e Juruá na formação de fronteiras nacionais na região de Acre. In: SONKAJARVI, H.; VITAL, A. V. (Orgs.). A água no Brasil: conflitos, atores, práticas. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2019. p. 187-232.

Resenhas

VITAL, A. V. Propondo uma história ambiental latinoamericana. HALAC–Historia Ambiental, Latinoamericana y Caribeña. v. 11, n. 2, p. 474-478, 2021. Resenha do livro: John Soluri, John; Leal, Claudia; Pádua, José Augusto (eds.). A Living Past: Environmental Histories of Modern Latin America. New York: Berghahn Books, 2018.

VITAL, A. V. O problema da agência histórica na ciência moderna: cinco séculos de debates e controvérsias. História, Ciências, Saúde – Manguinhos. v. 26, n. 3, p. 1051-1053, jul.-set. 2019. Resenha do livro: RISKIN, Jessica. The restless clock: a history of the centuries-long argument over what makes living things tick. Chicago: The University of Chicago Press, 2016. 548pp.

VITAL, A. V. Liberdade e coexistência: A sociedade pós-emancipação nas planícies colombianas do Pacífico. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science. v. 8, n. 2, p. 435-438, mai-ago., 2019. Resenha do livro: Leal, Claudia. Landscapes of freedom: building a postemancipation society in the rainforests of western Colombia. Tucson: The University of Arizona Press, 2018. 352 pp.

VITAL, A. V. Raça, Gênero e Saberes dos Povos da África na Difusão do Arroz Oryza glaberrima. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science. v. 8, n. 1, p. 379-381, jan.-abr., 2019. Resenha do livro: Carney, Judith A. Arroz negro: as origens africanas do cultivo do arroz nas Américas. Bissau: Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas, 2018. 359pp.

VITAL, A. V. Na presença da floresta: Mata Atlântica e história colonial. Varia História, v. 32, n. 60, p. 901-903, set-dez. 2016. Resenha do livro: CABRAL, Diogo de Carvalho. Na Presença da Floresta: Mata Atlântica e História Colonial. Rio de Janeiro: Garamond/FAPERJ, 2014. 536p.

VITAL, A. V. Associações de agentes humanos e não humanos em perspectiva global na construção da Amazônia brasileira. História, Ciências e Saúde – Manguinhos, v. 22, n. 3, p. 1088-1091, jun-set. 2015. Resenha do livro: GARFIELD, Seth. In search of the Amazon: Brazil, The United States, and the nature of a region. Durham; London: Duke University Press, 2013. 368p.

VITAL, A. V. Para além do antropocentrismo nas humanidades: a virada hidrológica. Esboços, v. 20, n.30, p. 160-163, 2013. Resenha do livro: CHEN, Cecilia; MACLEOD, Janine; NEIMANIS, Astrida (Orgs.). Thinking with Water. Montreal; Kingston; London; Ithaca: McGill-Queen`s University Press, 2013. 351p.

VITAL, A. V. Nos domínios do corpo: o saber médico Luso-Brasileiro no século XVIII. Cad. de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 27, n. 9, p. 1864-1865, 2011. Resenha do livro: ABREU, J.L.N. Nos Domínios do Corpo: o saber médico luso-brasileiro no século XVIII. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2011. 220p.

VITAL, A. V. Uma História Brasileira das Doenças Vol. 2. Ouro Preto-MG: Revista Eletronica Cadernos de História (UFOP) v. 3, n. 2, p. 236-238, 2008. Resenha do livro: NASCIMENTO, Dilene Raimundo do; CARVALHO, Diana Maul de; MARQUES, Rita de Cássia (orgs.). Uma história brasileira das doenças. V. 2. Rio de Janeiro: Mauad X, 2006. 277 p.

Tese de Doutorado

VITAL, A. V. Política e Saúde Pública no Cativeiro dos Rios: A Integração Nacional do Território Federal do Acre (Alto Purus, 1904-1920). 342f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde (PPGHCS), Casa de Oswaldo Cruz/FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 2016.

Dissertação de mestrado

VITAL, André V. Comissão Rondon, Política e Saúde na Amazônia: A Trajetória de Joaquim Augusto Tanajura no Alto Madeira (1909-1919). 156 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde (PPGHCS), Casa de Oswaldo Cruz/ FIOCRUZ, Rio de Janeiro, 2011.

%d blogueiros gostam disto: