#DifraçõesHistóricas

Uma escrita da História no tempo das contingências

“A força dos varadouros na Amazônia”: artigo na revista Fronteiras

Capa_Fronteiras_v06-n01_2017.04_.27-15h41_CapaTerritorios1-Menor_

Capa do volume 06, n. 1 da revista Fronteiras

Foi lançado ontem (28/04) mais um número da revista Fronteiras, com o dossiê “Territórios e Paisagens na América Latina“. Esse dossiê foi organizado por Claudia Maria Leon (Universidad de Los Andes), Diogo de Carvalho Cabral (IBGE), Marina Miraglia (Universidad Nacional de General Sarmiento) e Rogério Ribeiro de Oliveira (PUC-RJ).

Dentre os diversos e interessantes artigos, há uma contribuição minha com o título “A Força dos Varadouros na Amazônia: o caso da Comissão de Obras Federais do Território do Acre e as estradas de rodagem (1907-1911)“. Trata-se de desdobramento de um dos capítulos da minha tese, onde analiso a reação das elites seringalistas à iniciativa federal de contrução de estradas de rodagem, ligando as sedes administrativas do Território do Acre. Sugiro nesse trabalho que o importante papel dos varadouros e dos rios na constituição da cadeia de aviamentos e nos processos de territorialização levou ao fracasso do plano de integração pensado pelo Governo Federal. A construção das estradas foi concluída em meio a inúmeras polêmica e, em pouco tempo, elas ficaram intransitáveis pelo pouco interesse das elites locais pela sua manutenção. Você pode ler esse artigo clicando aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 29 de abril de 2017 por em Artigos e marcado , , , , , .
%d blogueiros gostam disto: