#DifraçõesHistóricas

Uma escrita da História no tempo das contingências

2016: esperança e luz em vez da dúvida e medo

 

tumblr_mypa7xEIej1rm7bfso1_r2_400

Cena do anime Noir (2001), do estúdio Bee Train

Ontem eu estava online no twitter, quando uma seguidora, a @DaneAmanda, lançou uma interessante pergunta para a timeline: “2015 in a song. What’s yours?”. Imediatamente lembrei que o ano de 2015 foi de extrema ansiedade e apreensão para mim, por ser o último ano do doutorado.

Em meio à escrita da tese, fui bombardeado com notícias sobre a crise econômica e política que o país está atravessando. Mais do que isso, eu, como muitas pessoas, sentiram a crise chegar, com atrasos no pagamento de bolsa de pesquisa, perda do emprego (meu pai perdeu o emprego), inflação, ameaças de corte de bolsas e etc. Quem está terminando o doutorado em meio a essa tempestade tem motivos para ter mais dúvidas do que certezas sobre o futuro. Depois de passar por todos esses anos de luta, parece difícil vislumbrar a possibilidade de navegar em águas calmas em futuro próximo. A pesada atmosfera reforçada pela crise não está só em mim. Ela emana nos olhos, palavras e gestos dos meus colegas doutorandos que estão na mesma situação.

Respondi a pergunta de minha colega de twitter com uma furiosa versão ao vivo de Dancing With Tears In My Eyes, da banda Ultravox. A música é a metáfora perfeita para como eu me sinto hoje, bailando ao som da última música, com a minha condição de doutorando. O que vem depois é incógnita, o que aumentam as dúvidas, o medo e a espera pelo rumo e intensidade que os ventos ganharão.

Ela me respondeu o tweet com a clássica música Imagine de John Lennon. Imediatamente recordei do quão difícil o ano de 2015 foi em nível planetário. A temporada de furacões no pacífico leste teve vários recordes, sinal dos novos tempos com as mudanças climáticas. Guerras, terrorismos, hipocrisias, cinismos emergiram de mãos dadas com a morte de milhares de pessoas inocentes, mostrando, uma vez mais, o desprezo dos líderes mundiais para com a humanidade, ou, talvez, o desprezo de humanos para com outros humanos. No Brasil, o ecocídio avança como política oficial, transformando rios, destruindo a vida de animais, plantas e humanos à margem do poder político e financeiro. De fato, 2015 foi um ano terrível.

Agora, nas últimas horas de 2015, só nos resta esperar que ventos mais brandos soprem no próximo ano. Bater a poeira da roupa, olhar para frente e seguir na esperança de dias e momentos melhores. É para isso que esses ciclos servem, para, em nossa introspecção, renovarmos nossas forças, desejos e esperanças de tempos melhores. O desejo de feliz ano novo que recebi de @DanaAmanda foi o que mais me tocou nessas últimas horas de 2015 e acho que cabe compartilhar: “Choose hope and light over doubt and fear” (escolha esperança e luz em vez da dúvida e medo). Esperança e luz como estímulo para atravessarmos as adversidades, como motor de luta para construirmos uma sociedade e um mundo melhor, como vigas de sustentação para seguirmos em frente e conquistarmos os nossos sonhos. No último texto de 2015, nesse blog, eu desejo a vocês, leitores muita esperança e luz para fazermos de 2016, um ano de sonhos, conquistas e grandes aprendizados.

Esperança, luz e, claro, um feliz 2016!

Um comentário em “2016: esperança e luz em vez da dúvida e medo

  1. Pingback: 2017: Ano Novo, Vida Nova | #DifraçõesHistóricas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 31 de dezembro de 2015 por em Sem categoria e marcado , , , , .
%d blogueiros gostam disto: